Pular para o conteúdo principal

Xuxa em o mistério da "Figurinha"


É isso mesmo Pedro Bandeira, minha afilhada Marina de 3 anos, apelidou a Feiurinha de Figurinha...
Hoje levei Marina, uma das minhas afilhadas, ao cinema pela primeira vez. Fomos ver o novo filme da Xuxa que faz parte da vida da Marina desde os 3 meses de vida!! Ela estava ansiosa para ver a Xuxa e nas primeiras cenas do filme, perguntava: "Dinda, cadê a Xuxa?" E finalmente aparece a Xuxa fazendo o papel da Cinderela... aí sim começou o filme para ela...
Marina passou o tempo todo me perguntando tudinho que estava acontecendo... até porque o filme é mais indicado para crianças um pouco maiores. Marina curtiu porque está acostumada a ver filmes desde pequena e prendeu a atenção dela por ter as princesas como personagens, mas as piadas (muito bem boladas, por sinal) perdem um pouco o sentido para crianças menores de 9 anos!
Ao final do filme, Marina perguntou:
"Dinda, por que pegaram a figurinha?"
E por mais que eu explicasse... não era suficiente... e ainda no carro a pergunta continuou... no fim ela acabou "aceitando" minha última resposta: "as vezes as bruxas más fazem algumas coisas sem motivo, não tem porque...." e em seguida mudei para o assunto do príncipe que virou sapo e só virou príncipe de novo depois de receber um beijo... aí tudo ficou melhor!!! UFA!!! Alívio para a dinda aqui rsrsrsrs
Tarde de sábado delicioso com a pequena Marina!!!
Meus parabéns a Pedro Bandeira pela história do livro, que na minha opinião responde a muitas perguntas sobre o que aconteceu com as princesas dos contos de fadas depois que elas se casaram.... rsrsrsrs
E Parabéns a Xuxa pela produção do filme!!!!! Elenco nota 10 também!!!!

Comentários

Daniele disse…
Querida Patrícia...vc devia escrever um livro...seus comentários estaõ cada vez mais fofos e cheios de emoção. Parabéns!

Postagens mais visitadas deste blog

"Aonde quer que eu vá"

Quem é que nunca ouviu uma música e lembrou de um momento da vida? Músicas, cheiros... quando ouvimos ou sentimos parece que entramos numa máquina do tempo e vamos até o momento em que vivemos tal situação... Hoje eu estava no carro e tocou no rádio uma música do Paralamas do Sucesso "Aonde quer que eu vá levo vc no olhar..." E essa música fez parte de um momento da minha vida... E a letra é incrivelmente linda... Logo depois q o Hebert e a mulher sofreram o acidente e ela morreu eu soube que ele escreveu essa música antes do acidente e fiquei boba porque parece que ele "pressentia" o que aconteceria... Na verdade lá no fundo do nosso ics, da nossa alma pressentimos muitas coisas e colocamos isso em carta, textos, músicas... E parece que Hebert fez isso pressentindo que seu amor iria para um outro plano... Eu sempre tive uma intuição forte e aguçada e muitas coisas que aconteceram na minha vida pareciam que aconteciam do nada, mas eu já sabia que algum dia tal situ…

Para Laura

Resolvi reservar um cantinho aqui no blog para contar para você, Laura como foi a gravidez da mamãe a sua espera...  Minha sobrinha querida,
Eu soube que sua mãe estava desconfiada de que você estava lá sendo gerada dentro dela...
No dia 17/01/10, domingo, fomos no churrasco na lage da casa da tia Alessandra e minha princesa Marina ficou grudada na sua mãe... sua mãe começou a desconfiar de que a menstruação atrasada significava mesmo que você já estava lá... Neste mesmo dia a noite ela falou comigo no MSN:
- Patyça, tô bolada
- Por que??
- Minha menstruação tá atrasada, era para ter vindo dia 15
- Mas tá sentindo alguma coisa?? Faz o teste de farmácia
- Eu fiz semana passada mas deu negativo, mas meu peito tá doendo... não sei...
E assim ficamos na expectativa... até que depois de um feriado de São Sebastião em familia, onde eu, sua avó, seu pai e sua mãe almoçamos juntos, jogamos juntos e finalizamos o dia assitindo um belo pôr-do-sol no Arpoador e comendo um koni... (…

"Amar é dar o que não se tem"

Esta frase é de Lacan e que para mim faz todo o sentido pois descreve de forma sucinta e ampla o significado do AMOR. Para muitos pode parecer uma frase sem sentido, pois pensa-se: como assim? Como posso dar o que não tenho? Mas o grande barato de amar alguém é realmente dar àquela pessoa o que nos falta... que é o indizivel, o que nos move, o que nos faz desejar, o que nos faz andar sempre em frente em busca dos nossos sonhos, dos nossos ideais... Amar alguém é simplesmente querer dar e receber amor em forma de atenção, de cuidado, de carinho, de gestos, de querer ficar junto, de querer continuar em um outro ser... porque não existe amor mais profundo do que o amor de pais e filhos, pois aquele ser representa uma história, representa a "falta" de cada um dos pares que gerou aquela criança e é por isso que eu tenho plena certeza de que o amor é algo sublime, que nos faz crescer, que nos faz progredir, que nos faz feliz... Há muitas frases que falam de amor, mas essa de Lacan…