Pular para o conteúdo principal

Postagens

Relato de amamentação (#SMAM2017)

Amanhã começa a SMAM (Semana Mundial de Aleitamento Materno)e por isso resolvi escrever um pouco sobre a história de amamentação que eu e Rafa vivemos!
Rafa desmamou com 2 anos e 11 meses! De forma natural!!! ❤😍
Tenho orgulho da nossa história por vários motivos, pois eu estava preparada pra vivenciar tudo de maneira planejada e especial, mas surpresas acontecem...
Nós vivemos nosso parto de forma natural, respeitosa e humanizada...
Mas, Rafa foi vítima de alguns percalços inerentes ao sistema obstétrico do país, porém creio que meu desejo de amamentar falou mais alto!
Ele nasceu da forma que quis, com 34 semanas num parto rápido e chegou super bem, com 2760 e 47,5 e apgar 9/9 e não quis mamar assim que nasceu pois estava exausto com a velocidade que tudo ocorreu.
Foi levado pro berçário e foi aspirado contra minha vontade, deram complemento na mamadeira sem meu consentimento, foi levado pra uti, onde dão chupeta, eu fui impedida de amamentar e estimular meu leite nas primeiras 24 ho…
Postagens recentes

Retomando...

Caramba...
Quanto tempo!!
Estou doida para retomar o blog, mas estou com dificuldade de acessá-lo pelo meu celular... não sei se é a velhice chegando ou algum probleminha mesmo...
Continuarei tentando ou terei que criar outro?
O que acham?
Louca para escrever tanta coisa...
Hoje sou mãe do Rafael que está prestes a fazer dois anos, sou madrinha da Marina, da Malu e da Olívia, estou prestes a ganhar um novo sobrinho, o Vitor, irmão da Laura e tantas tantas amigas grávidas e recém paridas como minha amada amiga Déa que há um mês é mãe do Arthur...
Tenho tanto para falar sobre gestação, parto, amamentação, criação com apego... tanta coisa a dizer...
Me vem a dúvida: crio outro blog?
Aguardo opiniões...
Saudades de escrever...
Mas agora deixa eu correr que Rafa dorme e eu preciso dormir também!!!

Mãe do Rafael

Pois é... cá estou eu escrevendo na véspera do meu primeiro dia das mães com meu filho nos braços e por coincidência o dia também em que ele completa 5 meses de vida fora do meu ventre.
Ano passado ele já era uma pequena sementinha crescendo dentro de mim, mas eu não sabia e nem imaginava... mas é claro que esse é um ano especial.
Sempre soube que não poderia passar por essa vida sem viver "novamente" a emoção de ser mãe. Digo "novamente", pois tenho certeza de que já fui mãe em outras vidas... e sempre tive essa certeza e hoje também sei que Rafael já esteve comigo em algum outro momento...
Meu sonho desde os 5 anos de idade era gerar uma vida dentro de mim e esse sonho só se realizou ano passado... algo meio "inesperado", mas completamente desejado...
E ele ainda veio para me ensinar que ser mãe é respeitar o seu filho, é ouvi-lo e saber que seus planos mudam completamente por causa dele!!
Desde que engravidei tinha certeza de que meu parto seria no tem…

Relato do meu parto natural

-
Desde pequena ouço minha mãe falar dos seus partos normais e sempre tive a certeza de que no dia em que eu engravidasse teria meu filho da maneira normal, afinal ele deveria sair por onde entrou rs Claro que não abomino a cesariana, mas para mim ela existe para salvar mãe e/ou bebê e não para ser algo escolhido. Respeito a escolha de cada mulher, mas esta não seria uma escolha minha. Portanto, desde que descobri minha gravidez "inesperada" mas super desejada, decidi que iria enfrentar uma "batalha" visto que o modelo do Sistema brasileiro mostra que hoje em dia na rede particular aproximadamente 90% das mulheres têm seus filhos através de cesareas agendadas. Na maioria dos casos, influenciadas por seus médicos que não querem exercer sua profissão de maneira ética e querem decidir o dia do bebê nascer sem comunicar a ele e isso gera muitos problemas... (em breve outro post sobre isso...)
Enfim, corri atrás de informações com amigas que tiveram seus filhos de parto…

Para Marina, 7 anos

Marina, há 7 anos atrás, no dia 11/10/2006, eu ainda morando em Salavdor, eu recebi um telefonema da sua mãe para dizer que você estava chegando... Um pouco antes do previsto, mas era a hora. Sua dinda aqui ficou louca!!! Não conseguiu dormir e só se acalmou quando a vovó Tina ligou para dizer que você havia nascido e que estava ótima!!! Fiquei num chororô só!!!!
E eu só te conheci pessoalmente quando você tinha 15 dias de vida e depois um dia muito especial foi o dia do seu batizado: 24/12/2006.
E seus aniversários de 1 ano e 2 anos eu vim lá de Salvador especialmente para te dar um abraço gostoso. Até que em 2009, me mudei e pude estar com você em todas as comemorações.
Este ano pela primeira vez não vou te dar um abraço apertado no dia mesmo que é hoje. Mas saiba que a dinda te ama muito e deseja muitas felicidades hoje e sempre. E que você possa ensinar muitas coisas para o filho da dinda que está aqui na barriga, o Rafael. Ele já te ama também porque sabe que a mãe dele aqui é lo…

Para Laura - 3º aniversário

Minha princesa Laura,
Hoje você completa 3 anos e Papu não pode vê-la, pois você está com catapora e a titia está a espera do seu primo Rafael e aí ficou impedida de te dar um abraço apertado. Mas em breve vou aí te apertar e dar seu presente!
Há 3 anos você chegou para aumentar a alegria na nossa família. Sempre uma pequena doce, meiga, tinhosa e hoje sabemos tagarela, um pouco parecida com sua titia aqui, né? rs
Nós temos uma ligação que vai além de tia-sobrinha, pois de alguma forma sinto que nossas "almas" já haviam se cruzado em algum momento! Não é à toa que assim como sua mãe, um dia designou um nome para se referir a mim você trouxe um próprio e eu não sou apenas sua tia Patrícia ou Patyça eu sou a PAPU e isso me enche de emoção, pois sei que tem um significado muito especial.
Mais ainda, pois antes mesmo que eu soubesse que estava grávida, você me disse que eu teria um "menino pequenininho" e não é que o menino, que se chamará Rafael está a caminho? E torç…

Um apê para chamar de meu - parte I

Finalmente aos 36 anos eu tenho um "apê para chamar de meu"!!!!!
Realizei o tal sonho da casa própria...
Como tudo na minha vida, essa conquista foi uma sucessão de "coincidências" e "sofrimentos" que no fim tudo deu certo....
Sempre fui independente e desde que saí da casa da minha mãe, nunca pretendi voltar e portanto moro de aluguel desde agosto de 2007 e tive a sorte de encontrar dois apêzinhos que amei!!!
O primeiro em Salvador ainda (o apê do seu Nailson) que era uma graça... pequeno mas aconchegante...
Depois quando voltei para o Rio em 2009, minha mãe encontrou um apê velho, mas fofo, pertinho da casa dela em Botafogo... O apê da dona Sara! Este deixei com minha cara e que se transformou no albergue da Paty!!!
Tive muitos hópesdes, fizemos muita bagunça... mas em 2011 tive o primeiro baque quando foi solicitado o primeiro aumento do aluguel... depois de muita conversa, negociação, e com minha filhota Carol ainda morando lá comigo... consegui reno…