Pular para o conteúdo principal

Relato de amamentação (#SMAM2017)

Amanhã começa a SMAM (Semana Mundial de Aleitamento Materno)e por isso resolvi escrever um pouco sobre a história de amamentação que eu e Rafa vivemos!
Rafa desmamou com 2 anos e 11 meses! De forma natural!!! ❤😍
Tenho orgulho da nossa história por vários motivos, pois eu estava preparada pra vivenciar tudo de maneira planejada e especial, mas surpresas acontecem...
Nós vivemos nosso parto de forma natural, respeitosa e humanizada...
Mas, Rafa foi vítima de alguns percalços inerentes ao sistema obstétrico do país, porém creio que meu desejo de amamentar falou mais alto!
Ele nasceu da forma que quis, com 34 semanas num parto rápido e chegou super bem, com 2760 e 47,5 e apgar 9/9 e não quis mamar assim que nasceu pois estava exausto com a velocidade que tudo ocorreu.
Foi levado pro berçário e foi aspirado contra minha vontade, deram complemento na mamadeira sem meu consentimento, foi levado pra uti, onde dão chupeta, eu fui impedida de amamentar e estimular meu leite nas primeiras 24 horas, mas mesmo assim na sua primeira oportunidade de mamar ele foi perfeito!!! Pega super correta!
Eu tinha que lutar pra amamentar pois "esqueciam" e davam o complemento antes deu chegar na uti, não favoreciam de jeito nenhum a amamentação e mesmo assim fomos guerreiros e conseguimos!!!
Saimos da maternidade com a prescrição de fórmula  ( afinal a maioria está vendido pra indústria)  e mesmo assim eu ignorei e amamentei meu filho exclusivamente!
Na primeira semana ele precisava ganhar peso devido a prematuridade e eu complementei com meu proprio leite, eu busquei uma consultora de amamentação, minha querida mestra e amiga Aline Sudo, eu busquei o banco de leite do Fernandes Figueira e eu não desisti! Eu pedi ajuda, eu tive apoio!!
Infelizmente não consegui amamentar exclusivamente até 6 meses pois além  da volta ao trabalho, creio que todo o stress não  permitiu que eu fosse uma vaca leiteira e ainda teve o fato dele evacucar muito poucas vezes... ainda teve o fato dele não engordar o que os médicos  achavam que seria o ideal..
Resistimos, não cedi à formula preferi introduzir a alimentação com 4 meses e meio pra complementar o que ele mamava no peito! E ele amou comer!!! 👊🤗
Nunca neguei uma mamada, livre demanda! Rafa mamava quando tinha fome, sede, quando estava feliz, triste, com sono, quando estava incomodado...
O desmame ocorreu numa conversa entre nós  dois e ele percebeu que "estava grande" já... o amor e carinho pelo peitinho ainda existem! Ele e um menino carinhoso, independente, ativo e feliz!
Nós  conseguimos! 👊🤗❤
A partir de amanhã vou destrinchar alguns pontos aqui levantados por mim!
E quero dizer para todas as mamães, gestantes, tentantes: informem-se!!! O leite materno é o melhor alimento para o seu bebê!!! A organização mundial de saúde recomenda que todo bebê seja alimentado exclusivamente com leite materno até os 6 meses de vida e que a amamentação se prolongue até os 2 anos ou mais!
Em caso de dúvidas procure ajude, busque uma consultora de amamentação!!!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Relato do meu parto natural

-
Desde pequena ouço minha mãe falar dos seus partos normais e sempre tive a certeza de que no dia em que eu engravidasse teria meu filho da maneira normal, afinal ele deveria sair por onde entrou rs Claro que não abomino a cesariana, mas para mim ela existe para salvar mãe e/ou bebê e não para ser algo escolhido. Respeito a escolha de cada mulher, mas esta não seria uma escolha minha. Portanto, desde que descobri minha gravidez "inesperada" mas super desejada, decidi que iria enfrentar uma "batalha" visto que o modelo do Sistema brasileiro mostra que hoje em dia na rede particular aproximadamente 90% das mulheres têm seus filhos através de cesareas agendadas. Na maioria dos casos, influenciadas por seus médicos que não querem exercer sua profissão de maneira ética e querem decidir o dia do bebê nascer sem comunicar a ele e isso gera muitos problemas... (em breve outro post sobre isso...)
Enfim, corri atrás de informações com amigas que tiveram seus filhos de parto…

"Aonde quer que eu vá"

Quem é que nunca ouviu uma música e lembrou de um momento da vida? Músicas, cheiros... quando ouvimos ou sentimos parece que entramos numa máquina do tempo e vamos até o momento em que vivemos tal situação... Hoje eu estava no carro e tocou no rádio uma música do Paralamas do Sucesso "Aonde quer que eu vá levo vc no olhar..." E essa música fez parte de um momento da minha vida... E a letra é incrivelmente linda... Logo depois q o Hebert e a mulher sofreram o acidente e ela morreu eu soube que ele escreveu essa música antes do acidente e fiquei boba porque parece que ele "pressentia" o que aconteceria... Na verdade lá no fundo do nosso ics, da nossa alma pressentimos muitas coisas e colocamos isso em carta, textos, músicas... E parece que Hebert fez isso pressentindo que seu amor iria para um outro plano... Eu sempre tive uma intuição forte e aguçada e muitas coisas que aconteceram na minha vida pareciam que aconteciam do nada, mas eu já sabia que algum dia tal situ…

Saudadinha

Ai, hj bateu uma saudadinha...
Há três meses venho exercitando uma coisa que não tenho que se chama: paciência
Entendendo de que cada um tem seu tempo e de que o meu tempo nem sempre é o tempo certo...
Isso porque tem umas coisinhas simples que me prendem... e me deixam assim... sonhando, pensando, fantasiando... E-S-P-E-R-A-N-D-O
Que verbinho dificil de conjugar esse: esperar... dificil demais para uma sagitariana nascida de 8 meses...
E quando a saudade bate assim... fica ainda mais dificil...
"Também estou com saudades, quer dizer você não disse que estava, mas escreveu... é mas eu estou..." essa frase é igual a cair da cama e esconder a cabeça no travesseiro... fofo demais...
-Então tá, um beijo!
-Dois!
Own... é bobo né? Eu sei, mas é tão fofo...
Será que estou tendo aulas de frieza?? Será que eu posso falar isso??? Será que posso dizer: hum, que saudades do seu sorriso de canto de boca??
O desejo de acertar é tão grande que fico meio paralisada...
Só queria dizer que es…